Reedição do livro "A lição de Charcot".

 

TEATRO
Entre 1885 e 1886, em visita ao hospital parisiense La Salpêtrière, Freud entrou em contato com o "teatro da histeria" dirigido por Charcot. Antonio Quinet usa esse encontro como base para falar da histeria a partir do teatro, não numa narrativa histórica e sim numa interpretação cênica que tem como ponto de partida o que o inconsciente histérico ensina: quem comanda é a Outra Cena. A histeria aparece em todo seu esplendor de situações e sintomas como expressão artística e modalidade de laço social, para além da patologia. Protagonizam a peça Charcot, Freud e Babinski, acompanhados de coadjuvantes, que se deslocam no palco da história para fazer brilhar o protagonista: o corpo encharcado de histeria. O livro inclui uma contextualização histórica dos personagens, além de anexos em que o autor apresenta uma cronologia das diferentes concepções da histeria e esclarece em linguagem simples o que é essa afecção. Uma questão ainda extremamente polêmica, pertinente e atual.

A Lição de Charcot

R$29.90Price
  • Publicado pela editora Jorge Zahar Editor

    Edição: 2005

    Assunto: Psicanálise/Psicologia/Teatro

    152 páginas

    14x21cm

    1ª edição

    ISBN 9788571108417

  • Grey Facebook Icon
  • Grey YouTube Icon
  • Grey Instagram Icon

Desenvolvido por Bruno Luz © 2016